Que foda esse lance de espiritualização

Em P40 por perdidoaos400 Comentários

Cara, muito foda esse processo. Ainda mais que sinto que fui atirado nele de uma maneira brusca, pela própria vida.

Quando notei já estava no caminho e a estrada é de mão única, sem retorno.

Nesse período algumas coisas vem acontecendo comigo e que podem também acontecer com vocês, vejam se identificam algo parecido.

A gente se apaixona e não sabe se é real, fica com medo de ser carência afetiva, pois ficamos sozinhos bastante tempo no processo, porém o sentimento é intenso e a intuição, sua nova companheira, diz que não é carência.

Os bandos debandam e quando você percebe esta só, seus pensamentos, sua forma mais simples de viver, afastam pessoas, até amigos próximos, alguns simplesmente vão espassando os contatos, distanciando as visitas até aparecerem nas mensagens no Natal e aniversário. Isso te causa dúvida se esta no caminho certo.

Da vontade de desistir, mas não existe reembolso.                                                                                                    Imagine que você esta dentro de um rio, a correnteza vai te levando e você se segura, com todas as forças numa vegetação em uma das curvas, as águas não param para você descansar e assim, exausto, você solta a vegetação e deixa a água, o fluxo, te conduzir, só então você percebe que essa foi a melhor decisão que tomou na vida.

Lembro de um amigo cadeirante que fez uma expedição muito louca no Jalapão, eles fez rafting com uma equipe e no último obstáculo do rio caiu na água, ele me contou que o desespero era tão grande que ele só queria se debater para salvar-se pois, como não tem movimentos nas pernas, disse que afunda muito rápido. Claro que usava colete mas isso não poupou seu pânico. Um dos guias o segurou pelo colete e olhando em seus olhos disse:

– Agora relaxa e aproveita a paisagem. Soltando ele na água.

Seu corpo foi se virando e só então notou que estava numa verdadeira piscina natural, cercado de beleza e que foi um dos momentos mais marcantes de sua expedição.

Uma vez ouvi uma história, não sei o autor, contava que um alpinista despencou de sua escalada e, na queda, conseguiu se agarrar em uma pedra.

Não enxergava nada abaixo pois havia muita neblina e, desesperado o alpinista rezou pedindo ajuda a Deus.

– Você confia em mim? Deus perguntou.

– Sim, confio com todas as minhas forças. Respondeu o alpinista.

– Então solta a pedra.

– Não, eu vou morrer se soltar.

– Você realmente confia em mim?

– Sim, eu confio.

– Então solte a pedra.

No dia seguinte o alpinista foi encontrado morto, agarrado na pedra, a 30cm do solo. Isso chama-se fé cega.

Quando é que vamos nos soltar dessa pedra, que pode ser qualquer coisa, o emprego, o relacionamento, a cidade, a vitimização, e deixar Deus, a vida, nos conduzir para o lugar certo onde já deveríamos estar?

Como disse, o processo é foda, mas vale cada lágrima, cada minuto. O sofrimento do processo vem por estarmos lutando com as nossas mais profundas verdades, nossas dores, nossos esconderijos da alma e esse processo é muito profundo.

Você sente-se assim? Saiba que esta no processo e que ele esta te conduzindo para o amor maior.

Confia, solte a pedra e deixa a força da água te conduzir.

Perdido aos 40.

Enviar comentário